Projetos Sociais


Projetos Sociais 01

Sobre Vicente Pallotti

Vicente Pallotti viveu e desenvolveu suas atividades na cidade de Roma, na Itália, entre 1795 e 1850. Nascido de uma família modesta, dotado de notável talento, foi ordenado presbítero em 1818. Doutorou – se em Filosofia e Teologia na Universidade de Roma La Sapienza. Era sacerdote extremamente sensível às necessidades humanas, um excelente confessor, conselheiro e profundamente religioso. Pastor de prisioneiros e doentes, fundou escolas noturnas e abrigos para adolescentes e jovens, também organizando atividades de ajuda e de socorro para os lavradores que viviam na mais absoluta miséria.

Muito conhecido pelos mendigos e doentes vítimas das pestes, doando à um mendigo seu casaco, quando fazia frio e chovia, ação que lhe causou forte pneumonia, vindo à falecer no dia 22 de Janeiro de 1850. Mas foi em 1835 que Vicente Pallotti iniciou a organização de sua grande obra, fundando a União do Apostolado Católico, que por sua vez deu origem à Sociedade do Apostolado Católico, tendo continuidade até os dias de hoje pelos padres e irmãos Palotinos, através da Sociedade Vicente Pallotti.

Os Palotinos, como são chamados os seguidores de Vicente Pallotti, chegaram ao Brasil em 25 de Julho de 1886, na localidade de Vale Vêneto – RS, que tornou – se o berço dos Palotinos no Brasil, originando – se as primeiras vocações Brasileiras. Em 1954, os Palotinos se instalaram nos estados do Paraná e Mato Grosso do Sul e, em 1982, os estados de Rondônia e do Amazonas.

O gesto de Vicente Pallotti inspira até o tempo presente o trabalho em beneficio de uma sociedade solidária e fraterna, abrangendo os aspectos sociais, emocionais e espirituais, uma missão integral.

O ideal de Vicente Pallotti se encontra hoje presente em 55 países, nos cinco continentes, com 2.400 membros. A partir dos trabalhos desenvolvidos pelos Palotinos e em Santa Maria – RS é representado pela Sociedade Vicente Pallotti.

 

Sobre a Sociedade Vicente Pallotti

A Sociedade Vicente Pallotti foi fundada em 02 de Junho de 1909, instituição jurídica, privada, constituída sob forma de Associação Civil, sem fins lucrativos, de caráter religioso, com finalidade educacional, científica, cultural e beneficente. É regida pelo Estatuto Social, tendo como finalidade primordial, desenvolver princípios por meio de ações de caráter assistencial e educacional. Desenvolve suas atividades para manutenção de seus objetivos institucionais e manutenção dos projetos sociais, contribuindo para a promoção e enfrentamento das questões sociais.

Atualmente a SOCIEDADE VICENTE PALLOTTI é uma organização religiosa, pessoa jurídica de direito privado, inscrita no CNPJ sob nº 95.602.942/0001-56, com sede na Avenida Nossa Senhora das Dores, nº 903, em Santa Maria/RS.

Entre as ações de solidariedade e assistência social da Sociedade Vicente Pallotti, no ano de 2010, foram criados cinco Centros de Convivência Social Vicente Pallotti (CCSVP) e uma Associação de Mulheres Recicladoras (ARPS – Associação de Recicladoras Pôr do Sol), na cidade de Santa Maria – RS, que atendiam as regiões Centro, Oeste, Sul e Leste. OS CCSVP ofereciam oficinas artísticas, culturais, musicais e pedagógicas, no turno inverso ao da escola, sendo regidos pela Tipificação Nacional de Serviços Socioassistenciais, Resolução n° 109, de 11 de Novembro de 2009, que classifica os serviços de proteção social prestados aos usuários atendidos. Sendo os CCSVP caracterizados como Serviço de Proteção Social Básica, com finalidade de serviços de convivência e fortalecimento de vínculos, familiares e sociais. A ARPS, associação de recicladoras, formada apenas por mulheres, mantinha um trabalho de reciclagem de materiais, recolhidos em insituições parceiras, por um caminhão, sendo trazidos até a sede da associação para separação dos materiais e logo comercialização. Na ARPS as mulheres também recebiam acompanhamento psicossocial, além de uma cesta básica mensal e valor da comercialização dos materiais.

Entre os anos de 2013 e 2014, ocorreram o fechamento da ARPS e de quatro CCSVP, onde os a partir de 2014 os CCSVP foram reunidos em um só, passando à ser chamado de Centro Social e Cultural Vicente Pallotti, com atendimento e sede na Sociedade Vicente Pallotti, buscando prestar atendimento a todos os usuários atendidos nos demais centros que foram fechados.

Portanto, atualmente, a Sociedade Vicente Pallotti, mantém o Centro Social e Cultural Vicente Pallotti (CSCVP).

Acredita – se que iniciativas como a da SVP caracterizam – se como importante contribuição para a comunidade, pois visa atender a população que vive à margem social. Desta maneira sendo necessário construir propostas de superação convergentes às demandas atuais.